terça-feira, 3 de outubro de 2017

O SILÊNCIO AJUDA SEMPRE

Site: www.caminhosdeluz.com.br/Meimei

A HISTÓRIA DE AMI SANO JAPONESA




UMA LIÇÃO DE VIDA!






        Ami Sano – Aruki Tsuzukeyo (Continue Andando)


A História de Ami Sano é realmente um exemplo de vida e de grande superação, determinação e força de vontade. Ami é uma garota linda de 26 anos de idade que nasceu sem braços e sem uma perna, em Aichi, Japão. Dos quatro membros, ela nasceu apenas com a perna esquerda, porém parcialmente formada e atrofiada, com três dedos, que ela usa para sobreviver em sua vida cotidiana.

Mas apesar da sua deficiência física, Ami sempre foi corajosa e nunca lhe faltou determinação para levar uma vida normal. Se recusou veemente a tratar sua deficiência como um obstáculo para ser feliz. Sua disposição e seu semblante alegre serve realmente de inspiração para todas as pessoas do mundo inteiro.

Em vez de se lamentar, ela quis mostrar ao mundo sua história de superação, através de dois livros que ela escreveu: Em 2009, Sano publicou um livro de memórias com o nome de “Te Ashi No Nai Cheerleader” (Líder de torcida sem membros) e no ano seguinte, 2010, lançou um livro de poesia chamado “Akiramenaide” (Não Desista).

Escrever foi a forma de exteriorizar sua coragem e mostrar que mesmo braços, ela pode ter o mundo em suas mãos. Mesmo sem uma das pernas e com a outra parcialmente formada, isso jamais a impediu de subir os degraus da vida e hoje ser a pessoa que é, cheia de sonhos, expectativas e alegrias.

Sua mãe, Hatsumi, conta: “Nós tivemos alguns momentos difíceis, mas acredito que essas experiências ajudaram minha filha se tornar uma pessoa com um coração bondoso. Vinte anos parece muito tempo, mas passou num flash. ” Com certeza o apoio da família e dos amigos foi muito importante para Ami.

Uma Vida de Sonhos, Desafios e Superação

Considerando a deficiência, longe de ser qualquer obstáculo, Ami trabalha em um escritório como palestrante motivacional e também fazia parte de um clube de torcida em Toyokawa High School, em Aichi. Ela também trabalha como assistente em uma estação de rádio local FM. Alegre e cheia de gratidão por estar viva, ela aprecia intensamente tudo e a todos que estão ao seu redor.

Como se não bastasse tudo isso, a moça ainda está está tendo aulas de canto duas vezes por semana, apostando em uma carreira musical. Todos se surpreendem com sua força e seu otimismo diante da vida. Todos querem saber como a jovem encara todos os problemas que enfrentou durante sua vida e como isso nunca a fez deixar de sonhar e de correr atrás dos seus sonhos.

Sano lançou um álbum com um vídeo musical que logo se popularizou e chamou a atenção de emissoras de TV e gravadoras. O nome da música é Aruki Tsuzukeyou (Continue caminhando). “Quero subir os degraus para a vida adulta, passo a passo“, ela diz. Com a voz doce, ela canta fazendo um resumo da sua história. 

Incrível não é gente! Ver uma lição de vida tão maravilhosa como essa… Quanta gente reclama por coisas tão insignificantes? Quanta gente vive somente se lamentando da vida mas não faz nada para mudar e nem corre atrás dos seus sonhos? Diferente dessa garota, que continua sempre em frente e não se esquece de ser grata por estar viva.


20/02/2012
Autora: Silvia Kawanami
Personalidades no Japão

FOI DEUS QUE FEZ VOCÊ

Foi Deus que fez Você


Foi Deus que fez o céu, o rancho das estrelas
Fez também o seresteiro para conversar com elas

Fez a lua que prateia a minha estrada de sorrisos
E a serpente que expulsou mais de um milhão do paraíso

Foi Deus que fez você
Foi Deus que fez o amor
Fez nascer a eternidade no momento de carinho
Fez até o anonimato dos afetos escondidos
E a saudade dos amores que já foram destruídos

Foi Deus!
Foi Deus que fez o vento
Que sopra os teus cabelos
Foi Deus que fez o orvalho
Que molha o teu olhar, teu olhar

Foi Deus que fez a noite
E um violão plangente
Foi Deus que fez a gente
Somente para amar
Só para amar, só para amar.

Foi Deus que fez o céu, o rancho das estrelas
Fez também o seresteiro para conversar com elas
Fez a lua que prateia a minha estrada de sorrisos
E a serpente que expulsou mais de um milhão do paraíso

Foi... Foi Deus que fez você
Foi Deus que fez o amor
Fez nascer a eternidade no momento de carinho
Fez até o anonimato dos afetos escondidos
E a saudade dos amores que já foram destruídos

Foi Deus!
Foi Deus que fez o vento
Que sopra os teus cabelos
Foi Deus que fez o orvalho
Que molha o teu olhar, teu olhar
Foi Deus que fez a noite
E um violão plangente
Foi Deus que fez a gente
Somente para amar
Só para amar, só para amar.
Foi... Foi Deus!

(Música)

Compositor: Luis Ramalho
Canta: Amelinha


SAKURA NO PARQUE DO CASTELO DE OKAZAKI / JAPÃO









Fotos: Marcio Mancini - Um Brasileiro que mora no Japão/ Messiânico

ESPIRITUALIDADE / MENSAGENS

Mensagem – Tradução


Meus Amigos: 

Saudações de Paz,

O homem da tecnologia e da cibernética, malgrado as conquistas logradas, não alcançou a esperada felicidade. Há conforto para alguns, porém multiplica-se a miséria em muitos. Há abundância em poucos e escassez na expressiva maioria.

O malogro das velhas religiões é evidente, incapazes de sustentar a fé e a paz nos corações humanos. Ao espiritismo cabe este ministério: uma ciência experimental que oferece, através dos fatos probantes da imortalidade, uma filosofia comportamental que se estrutura na mais sólida ética moral, que é o respeito e o amor de Deus, á vida e ao próximo como a si mesmo.

Fraternalmente,

Bozzano

(Tradução de Franco Vaselli)


Fonte: Livro: Seara do Bem 

Fonte: Divaldo Pereira Franco por Diversos Espíritos 

Psicografia do Médium: Divaldo Pereira Franco

Centro Espírita Caminho da Redenção

Rua: Jayme Vieira Lima N.104 – Pau da Lima 

Salvador/BA. CEP: 41.235-000

Livraria Espírita Alvorada - Editora / 1984 /2. Edição

TELEFAX: (71) 3409-8312/13





Triunfo da Vida 


O exagerado Culto aos Mortos é tão pernicioso para os Espíritos, quanto o da personalidade aos vivos. Herança atávica das culturas primitivas é uma forma de tornar suportável a ausência dos seres amados que a desencarnação arrebatou do convívio físico. 

Desde o velório ao embalsamamento, quando tal ocorre, ás cerimônias fúnebres e destas ao sepultamento com a agravante da construção de túmulos pomposos e monumentos de arte para os despojos cadavéricos, toda uma engrenagem complicada e inócua para o desencarnado se faz movimentar, mais para agradar aos desejos e caprichos dos que ficaram, que ,propriamente, em favor do bem e da paz de quem partiu. 

Reminiscência do egoísmo que tudo compele para si e para os seus, embora ninguém e coisa alguma, a outrem, realmente, pertença, mistifica-se a realidade da morte com os contributos, as fórmulas e as usanças humanos que nada mais conseguem fazer, além de iludir aqueles que os promovem. 

Há quem contraia dívidas e envolva-se em problemas dispensáveis, a fim de dar “sepultamento condigno” aos seus afetos, complicando o próprio futuro, de certo modo, porém, auto promovendo-se e realizando-se mediante esse mecanismo de transferência. 

Não cessam aí as preocupações com os chamados extintos. Elas prosseguem, através das cerimônias religiosas, vazias de conteúdo e ricas de forma; das visitas ás tumbas que são sempre adornadas das homenagens á memória e á personalidade das evocações laudatórias e dos exagerados comentários sobre as virtudes e os predicados, de quem, possivelmente, não viveu além dos limites dos próprios interesses ou passou desconsiderado por aqueles mesmo que ora o exaltam. São esses de certo modo, fenômenos de evasão emocional dos homens, evitando analisar e compreender o inevitável fator biológico da morte orgânica, que temem e detestam. 

Utilizando pelo medo da desencarnação ou vitimados pela saudade exagerada dos que se transferiram do corpo, os homens, desarmados espiritualmente para adaptar-se a uma ou outra circunstância, evitam penetrar no conhecimento da vida além túmulo, embora, na maioria dos casos, estejam vinculados ao Espiritismo, numa qualquer das suas várias correntes. 

Por esses dramas, o da consciência aturdida e o da ignorância sobre a vida espiritual, respondem o formalismo religioso e a sua ortodoxia, ricos de rituais e cerimônias complexos e esvaziados de esclarecimentos e iluminação das mentes. É certo que não se justificando essa forma de Culto aos Mortos, venha-se atingir uma conduta de indiferença, que poderá ser confundida com a ingratidão. A lembrança carinhosa e a saudade nobre emitem ondas de ternura e vibrações de afeto que alcançam os que desencarnaram, sensibilizando-os, tanto quanto a oração intercessora, a ação da beneficência pensando neles os estimulam ao crescimento espiritual ou os despertam para a realidade em que estagiam. 

Também amam e sofrem as emoções daqueles de quem se separaram fisicamente, os Espíritos Afetuosos. A morte a ninguém liberta dos sentimentos cultivados, proporcionando, quase sempre, recrudescimento deles ao mesmo a liberação das formas do relacionamento emocional. Graças a isso, de acordo com as circunstâncias, prosseguem em convivência psíquica com os familiares e amigos, os desafetos e adversários. Morrer não significa apagar a consciência, anular a memória, destruir os sentimentos. 

Assim, morrer, nem sempre é liberar, porquanto se prossegue além da morte conforme se viveram antes, vinculados aos mesmos interesses e impressões, necessidades e anseios. Não são, portanto, úteis, aos que desencarnam os tributos aos seus despojos corporais. Merece que se tenha em mente, em relação aos desencarnados, a oportuna e clara referência do ser angélico ás mulheres que foram visitar Jesus no sepulcro, levando-lhe ungüentos e pejadas de saudades: “Ele não está aqui!” Logo depois, refletindo toda a sua grandeza, eis aparecendo a Maria de Magda La, reafirmando o triunfo da vida sobre a morte, em excelsa imortalidade. 

Bruxelas, Bélgica, 02.11.1983 

(Aristides Spínola) 

Fonte: Livro: Seara do Bem 

Fonte: Divaldo Pereira Franco por Diversos Espíritos 

Psicografia do Médium: Divaldo Pereira Franco 

Centro Espírita Caminho da Redenção 

Rua: Jayme Vieira Lima N.104 – Pau da Lima 

Salvador/BA. CEP: 41.235-000 

Livraria Espírita Alvorada - Editora / 1984 /2. Edição 

TELEFAX: (71) 3409-8312/13 












MENSAGENS DE APRIMORAMENTO

Uma Benção é uma coisa Real

Alguma vez você já se perguntou o que leva alguém a ter um coração agradecido? Cada pessoa viva hoje gostaria de ter uma atitude e uma perspectiva positiva, amorosa, porém algumas acham que é quase impossível abandonar sua fadiga para encontrar a benção em suas vidas. Uma benção é uma coisa real. Uma benção traz o amor do Universo diretamente para seu coração. Se você estiver esperando para conhecer as bênçãos com sua mente, você irá esperar para sempre, pois as bênçãos só são reconhecidas através do coração, a mente interior ou espírito. 

Uma benção é a realização divina manifestada de uma forma significativa e reconhecível. Uma benção é um convite explícito para compreender mais, uma essência gentil amorosa para sustentar e abraçá-lo quando estiver ferida, uma consciência mágica de alguma verdade que você tinha esquecido ou não tinha conhecimento anterior. Uma benção é um presente de profundo impacto para seu coração, iniciando-o a dar uma segunda olhada para a vida e a honrar o processo de sua vida, mesmo que tenha sido, ou seja, dolorosa e desagradável. Pelo fato de seu espírito saber apenas amar, ele aceita as bênçãos como os créditos naturais da vida. Cada benção oferece uma consciência de grande insight e sabedoria, para você usar como base para o desenvolvimento de sua própria filosofia espiritual. Imagine a alegria em sua vida se você tivesse reconhecido cada benção que seu espírito recebeu durante todos os anos que você está vivo. Como seria o hoje se você tivesse reconhecido a benção ou o intento amoroso mais profundo que lhe foi oferecido através de cada relacionamento e circunstância desenrolada? Você rapidamente seria uma pessoa muito feliz.


Fonte: Mensagens dos Anjos através das Flores
Autora: Meredith L. Young-Sower





Vale a Pena? 

A pessoa ciumenta e invejosa não agüenta ver seu colega bem sucedido. Por incrível que pareça, ela se entristece com a alegria do Amigo. Por isso, dá um jeitinho de ferir o colega na "alma", bem discretamente. 

Usa daquela tática diabólica do falso Amigo: fere com a mão esquerda e acaricia com a direita. Como pode ser feliz uma criatura desse tipo? Como pode alegrar-se com a infelicidade do outro? Será que tal pessoa, quando olha no espelho, não fica com vergonha de si mesma? Afinal, vale a pena uma vida desse tipo? 

Autor: Pe. Luiz Cechinato














MEDITAR EM DEUS

A Sabedoria Latente Divina do Ser Humano


Este mundo é repleto de sabedoria, amor, Vida, provisão e harmonia de Deus. Nós, que nascemos neste mundo de Deus, somos todos filhos de Deus. Portanto, somos originalmente repletos de saúde e recebemos do Pai tudo o que nos é necessário. Existem pessoas que não acreditam nisso e contestam: “Mas o fato é que sofrimentos e doenças existem, e podemos presenciá-los”. Dizem também que, muitas vezes, vêem infortúnios e desgraças diante de si; e que a pobreza as atormenta realmente, sob a forma de cobradores impiedosos. Tais pessoas argumentam: “Vocês recomendam pensar que existe um mundo perfeito e harmonioso aqui e agora, que somos saudáveis e prósperos desde o princípio, mas é impossível pensar desse modo”. Que tipo de mentalização devemos fazer quando não conseguimos crer na perfeição original? Devemos mentalizar ou pronunciar energicamente as seguintes palavras: “Não admito a existência desta doença (ou outros infortúnios). Eu o expulso do meu mundo, e ele deixa de existir”. Suponhamos que você, neste momento, esteja com dor de dente; mesmo que tente afirmar mentalmente que não está com dor de dente, acha que está mentindo e não consegue sentir realmente que a dor não existe. Nesse caso, o que você deve fazer? Poderá mentalizar ou proferir categoricamente as seguintes palavras: “Não admito a existência da dor de dente. Agora, a dor de dente deixa de existir”. Essa, porém, é uma “maneira dualística” de admitir o bem, porque, em primeiro lugar, reconhece a existência do mal (“Estou com dor de dente”) e só então tenta-se negá-la. O verdadeiro despertar é aquele em que, mesmo no auge da dor, consegue-se compreender que ela não existe. Pensar em sanar a dor de dente depois de reconhecer a sua existência é uma postura mental dualística. Quando a pessoa não consegue abandonar a visão de mundo segundo a qual o bem e o mal se confrontam incessantemente, recorre à “maneira dualística” de admitir o bem que consiste em reconhecer primeiro o mal ou a dor e depois procurar expulsá-los.

Muitas vezes, é possível sentir o sofrimento abrandar quando se procura trazê-lo à tona e expulsá-lo expressando-o verbalmente. No verão, muitas pessoas se queixam: “Ufa! Que calor!”. Se eles afirmassem que o “tempo está agradável” em vez de reclamar tanto do calor, talvez se sentissem melhor. Mas, às vezes, dizer repetidamente “Que calor! Que calor!” é um instinto natural de afastar o calor. Se bem que as pessoas ao redor podem incomodar-se ao ouvir essas queixas, pois, influenciadas pelo poder da palavra, sentem mais calor, enquanto o próprio queixoso se sente um pouco aliviado. O carma do pensamento apaga-se após manifestar-se concretamente. Assim, o carma do pensamento “Que calor!” se desfaz ao ser manifestado verbalmente. É como tirar algo quente e deixar esfriar. Por outro lado, pode-se também repetir a afirmação de que o “tempo está agradável”, o que terá o mesmo resultado de jogar água fria em algo quente. Pelo fato de ser mais eficaz, a Seicho-No-Ie prefere esse método. Dizer “Que calor!” quando sente calor é como deixar escapar o vapor e contribuir para diminuir a sensação de calor. Portanto, agir assim não é ruim para a própria pessoa. Mas o poder da palavra influi nas pessoas ao redor e, às vezes, cria situações complicadas que trazem resultados ruins. A “fórmula” da Seicho-No-Ie consiste no seguinte: mesmo no calor, não dizer que está calor e afirmar que o tempo está agradável e, desse modo, mudar a disposição de espírito. Com isso, pode-se sentir realmente uma sensação agradável. Em suma, trata-se de eliminar da mente a idéia de “calor escaldante”. Ou seja, é direcionar a mente para o pensamento iluminador. Mesmo nas horas sombrias, devemos afirmar que vemos a claridade, e mesmo sentindo dor, devemos dizer que sentimo-nos bem, para mudar o estado mental com o poder da palavra. Com isso, a sensação sombria acaba dando lugar à boa disposição, e a dor é substituída pela sensação agradável.

Do livro Kōfuku no Genri (ainda não editado em português; tít. prov.: Princípio Básico da Felicidade), pp. 126-129

14/11/2008

Fonte: Seicho-no-ie do Brasil/ Meditar em Deus-fazer o bem leitura 



ORAÇÃO PODEROSA

Oração da Prosperidade


Existem pessoas que se esforçam todos os dias e não conseguem juntar dinheiro nenhum. Tem outras que pouco fazem e conseguem acumular verdadeiras fortunas. Mas afinal porque isto acontece, pergunta você?

A verdade é que muitas vezes existe algo atrapalhando nossa saúde financeira, que pode ser nossa própria mente com crenças limitativas ou até vibrações negativas de pessoas que nos rodeiam e que atrapalham nosso crescimento.

De forma a desbloquear este problema é importante fazermos afirmações positivas relativamente à forma como vemos o dinheiro, por isso, hoje eu trago uma poderosa oração de prosperidade e riqueza que o vai ajudar nesse processo. Veja abaixo e reze com fé:

“Ó Deus criador deste imenso universo, estou aqui para te invocar em favor da minha vida financeira.

Que do alto da minha cabeça até a planta dos meus pés, que eu seja envolvido por uma corrente de riqueza.

Derrame sobre mim o dom da riqueza para que eu veja a tua glória e proclame a tua existência por onde eu passar.

E que o anjo do dinheiro me visite e coloque em minhas mãos o espírito da sorte para que tudo que eu tocar venha prosperar e até o que era para dar errado passe a dar certo!

Tu és o dono do ouro e da prata, então venha dos quatro cantos do mundo para me fazer um abençoado e de muitas posses.

Manifeste em mim a tua grandeza e me faça ganhar, conquistar e enriquecer, porque tu és um Deus que soma, multiplica e acrescenta.

Pelo poder do nome de Jesus Cristo eu levanto a minha voz e profetizo que a partir deste instante o dinheiro virá em todas as direções e em avalanches de abundâncias.

A partir de agora, o meu destino está selado porque sou filho do Deus que criou todas as riquezas do mundo e vou me tornar muito rico.

Então, me torne o novo ganhador de todos os prêmios do universo que tenho merecimento pelo teu poder pois sei que o Senhor pode interferir em minha vida.

É o que eu te peço e determino que irá acontecer, em nome de Jesus Cristo. “Amém.”

Esta reza para funcionar deve ser feita diariamente durante 21 dias consecutivos. Apesar de parecer simples, sua mensagem é muito forte e pode realmente atrair muito dinheiro e prosperidade para si e sua família. Simplesmente ore com sentimento, visualizando e acreditando naquilo que está lendo.

Esse é o Segredo para qualquer Oração Funcionar!




MOMENTO DE REFLEXÃO/ MENSAGEM

A Vida é uma Escolha 


Muitas pessoas reclamam da correria de suas vidas. Acham que tem compromissos demais e culpam a complexidade do mundo moderno.

Entretanto, inúmeras delas multiplicam suas tarefas sem real necessidade viver com simplicidade é uma opção que se faz.

Muitas das coisas consideradas imprescindíveis á vida, na realidade, são supérfluas. A rigor, enquanto buscam coisas, as criaturas se esquecem da vida em si.

Angustiadas por múltiplos compromissos, não refletem sobre sua realidade íntima olvidam do que gostam, não pensam no que lhes traz paz, enquanto se sufocam em buscas vãs.

De que adianta ganhar o mundo e perder-se a si próprio? Se a criatura não tomar cuidado, tiver e parecer podem tomar o lugar do ser. Ninguém necessita trocar de carro constantemente, ter incontáveis sapatos, sair todo final de semana.

É possível reduzir a própria agitação, conter o consumismo e redescobrir a simplicidade. O simples é aquele que não simula ser o que não é, que não dá demasiada importância á sua imagem, ao que aos outros dizem ou pensam dele.

A pessoa simples não calcula os resultados de cada gesto, não tem artimanha e nem segundas intenções. Ela experimenta a alegria de ser, apenas. Não se trata de levar uma vida inconsciente, mas de reencontrar a própria infância. Mas uma infância como virtude, não como estágio da vida.

Uma infância que não se angústia com as dúvidas de quem ainda tem tudo por fazer e conhecer. A simplicidade não ignora, apenas aprendeu a valorizar o essencial. Os pequenos prazeres da vida, uma conversa interessante, olhar as estrelas andar de mãos dadas, tomarem sorvete...

Tudo isso compõe a simplicidade do existir. Não é necessário ter muito dinheiro ou ser importante para ser feliz. Mas é difícil ter felicidade sem tempo para fazer o que se gosta. Não há nada de errado com o dinheiro ou o seu acesso.

É bom e importante trabalhar, estudar e aperfeiçoar-se. Progredir sempre é uma necessidade humana. Mas isso não implica viver angustiado, enquanto se tenta dar cabo de infinitas atividades. Se o preço do sucesso for ausência de paz, talvez ele não valha à pena. 

As coisas sempre ficam para trás, mais cedo ou mais tarde. Mas há tesouros imateriais que jamais se esgotam. As amizades genuínas, um amor cultivado, a serenidade e a paz de espírito são alguns deles.

Preste atenção em como você gás ta seu tempo. Analise as coisas que valoriza e veja muitas delas não são apenas um peso desnecessário em sua existência. 

Experimente desapegar-se dos excessos. Ao optar pela simplicidade, talvez redescubra a alegria de viver.

Pense Nisso!




ESCULTURAS NA PONTA DO LÁPIS

FANTÁSTICO!


















































































COZINHAR ABORRECIDO ALTERA O SABOR DA COMIDA

Cozinhar Aborrecido Altera o Sabor da Comida


Não se podia preparar a comida de Meishu-Sama displicentemente. Nem pegar a faca pensando em outras coisas. Assim, talvez porque dediquei sempre me preocupando ao máximo com seu preparo, ele nunca me chamou atenção. Provavelmente porque Meishu-Sama pensava que, repreendendo o cozinheiro, refletiria negativamente na comida.

Uma vez, ele disse rindo: “não é nada bom ralhar e ser vingado na comida”. Mesmo que eu fizesse algo que merecesse advertência, Meishu-Sama me poupava. 


(Um Servidor) – Pág. (45/46)

Fonte: Reminiscências sobre Meishu-Sama
Edição Fundação Mokiti Okada – M.O.A
São Paulo/SP. Agosto – 1986 – 1. Edição – vol.5
Igreja Messiânica Mundial do Brasil 



Porque Não me Mostrou o Croqui? 

Como a minha Igreja passou a ser denominada Taissei (perfeita), pensei em confeccionar um emblema e manei logo fazê-lo de forma definitiva, o que levou cerca de meio mês. Depois de pronto, apresentei-o a Meishu-Sama dizendo: “Desejo mandar confeccionar este tipo de emblema, o que o Senhor acha?” com fisionomia rigorosa, Meishu-Sama respondeu: “O que? Por que você não me mostrou antes o croqui? Deveria tê-lo mostrado e depois de obter a minha aprovação, mandasse confeccionar. 

E se eu lhe disser agora que este tipo de emblema não é bom, como faria? Haveria uma despesa inútil, não acha?”Então, lhe disse: “Imaginei que só com o croqui seria difícil ter uma idéia”... Ele me respondeu: “Quando eu era jovem fazia croqui, sabe? Como pode responsabilizar-se pela Igreja Taissei desse jeito? “Assim não poderá tornar-se perfeito”. 

Mesmo na hora de uma repreensão como está, ele usando o termo “perfeito”, denominação da igreja, formou repentinamente uma frase humorística, dizendo; “Não poderá tornar-se perfeito” O que me deixou aliviado. 

Kyokaityo (Dirigente do Templo) - Pág. (46)


Fonte: Reminiscências sobre Meishu-Sama
Edição Fundação Mokiti Okada – M.O.A
São Paulo/SP. Agosto – 1986 – 1. Edição – vol.5
Igreja Messiânica Mundial do Brasil 


Repreendo o Espírito e não a Pessoa 

Na ocasião de uma entrevista relaizada no Solar da Montanha Divina (Shinzan-So) em Hakone, não sei porque motivo, esqueceram de colocar a almofada para meishu-Sama sentar-se. Ao notar isso, ele perguntou: “O que aconteceu?” e continuou de pé. Uma dedicante, percebendo, trouxe-a imediatamente, mas Meishu-Sama repreendeu-a em voz alta. “Fez isso de propósito para encurtar minha entrevista”. Eu nunca tinha visto Meishu-Sama com um semblante tão severo daquele jeito. 

Depois, ele nos explicou: “Falei duramente, não para a pessoa e sim para o espírito. Se não for severo, o espírito tornará a fazer essas coisas. Satanás procura atrapalhar-nos, impedindo a passagem da Luz. Ele costuma apossar-se das pessoas que estão dedicando próximo de mim. Os que usam pessoas não membros é sinal de que são demônios de pouco poder”. 

Certa ocasião, um Ministro de cidade de Yokossuka (ele tinha tendência para incorporar espíritos) perguntou a Meishu-Sama: “Ouvi dizer que quando Deus se manifesta para falar, é melhor fazer a purificação antes da pessoa ministrar johrei, que surte maior efeito..” Então, Meishu-Sama respondeu: “Então faça dessa forma”. Entretanto, quando depois lhe perguntei sobre isso, em particular, ele me disse: “Deve-se deixar aquela pessoa agir assim por algum período. Com o passae do tempo, deixará de fazê-lo”. Poder-se-ia dizer que ele dava orientação de acordo com a pessoa. 

(Um Ministro) – Pág. (48/49)


Fonte: Reminiscências sobre Meishu-Sama
Edição Fundação Mokiti Okada – M.O.A
São Paulo/SP. Agosto – 1986 – 1. Edição – vol.5
Igreja Messiânica Mundial do Brasil 


EXPERIÊNCIA DE FÉ COM A PRÁTICA DO SONEN

EXPERIÊNCIA DE FÉ PRÁTICA DO SONEN(ITÁLIA)

O Johrei resolveu a crise de asma Anna Di Pirro 

Meu nome é Anna Di Pirro, sou enfermeira Hospital Bambin Jesus de Palidoro, na Província de Roma. Aprendi Associação messiânica da Itália através de um amigo, que é um membro desta associação. Através dela comecei a receber Johrei regularmente quase todos os dias, e dentro de um mês eu me senti mais calmo e relaxado, eu vi o coisas que me cercava com um olhar diferente, eu senti uma sensação de sendo que eu nunca tinha experimentado isso, fiquei mais cortês e educado com as pessoas que eu participei durante meu dia e eu me sentia mais confiante e ansioso para ajudar os outros. Eu decidi me tornar um membro do messiânico da Itália e desde que recebi o Ohikari Eu também começou a praticar e receber Johrei constantemente. Eu sofria de problemas respiratórios devido a algumas alergias, diagnosticado pelo meu médico, que não causou notar ataques de asma, por vezes, muito crítico. Diagnóstico fundamental era asma e obstrução do fluxo de ar, isto é, dificuldade na passagem de ar através dos brônquios, nomeadamente durante a expiração. 

A asma é uma inflamação crônica dos brônquios que causa dificuldade em respirar, tosse, chiado e assobiando em respirar e peso no peito. É uma doença que requer cuidados regulares e contínuos: é essencial para uma utilização correta e adequada de medicamentos broncholytics para controlar a doença, e eu virei em qualquer lugar com aerossol latas de spray e manhã fazendo e noite. Minha vida havia se tornado um pesadelo de medo dessas crises, o que poderia ocorrer em qualquer hora do dia ou da noite. Começando a praticar e receber regularmente Johrei os ataques de asma tornaram-se mais raras, e uma distância anos, posso garantir que eles são completamente desaparecidos. Minha vida melhorou muito também a nível psicológico, eu me sinto muito calma, mais compreensão para com as pessoas que eu rodeio. Isso para mim é um milagre veio através de Johrei, porque Estou convencido de que o Johrei é capaz de estimular o sistema imunológico daqueles que praticam e modular o sistema nervoso. Então, eu quero dedicar minha nova vida para ajudar outras pessoas e aprender sobre a eficácia esta transmissão da Luz Divina.

Obrigado a Todos!

Anna Di Pirro

Roma/Itália
Igreja Messiânica Mundial da Itália





EXPERIÊNCIA DE FÉ PRÁTICA DO SONEN(BRASIL)


Bom dia a Todos!

Sou natural da Bulgária, mas resido no Brasil desde 1997. Sou messiânica há dois anos e dedico no Johrei Center Curicica ligado à Igreja Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Hoje, eu gostaria de compartilhar com todos a importância de reconhecer a atuação de Deus na minha vida por intermédio da música. Trabalho como violoncelista na OSB (Orquestra Sinfônica Brasileira). 


A arte, no meu caso, representada pela música, vem me acompanhando desde os seis anos de idade, quando comecei os meus estudos de violoncelo na Escola de Música de Sófia (capital da Bulgária). Lembro-me muito claramente, como ficava fascinado com a beleza do som do Violoncelo tocado pela minha Professora. Quando ela pegava o instrumento e começava a extrair o som eu sentia algo que não sei como explicar. Era uma emoção única. Então, passei a estudar e fui diariamente buscando o aperfeiçoamento deste lindo som.

Foram muitos anos de dedicação integral à música. Adorava assistir concertos e desfrutar do som de um solista instrumental ou uma orquestra. Após me formar em musica, mudei-me para o Brasil e fui morar na cidade de Manaus. La chegando, logo no primeiro ano, comecei a trabalhar como professora de violoncelo no Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, em Manaus. Nesta época, percebi que tinha a mesma missão da professora, que me iniciou no estudo do violoncelo, ou seja, levar o Belo (a Música) até os meus alunos, que por sua vez, começaram a sua busca pela beleza do som do violoncelo. 

Permaneci naquela região do Brasil, por treze anos e atualmente, dois alunos que formei, fazem parte da Orquestra Amazonas Filarmônica. Em 2010, passei no concurso de violoncelista e mudei-me para a cidade do Rio de Janeiro. Fui trabalhar na Orquestra Sinfônica Brasileira. Após cinco anos conheci a Igreja Messiânica por intermédio da minha secretaria do lar e me encantei com o Johrei e os ensinamentos de Meishu-Sama, em especial os que se referem à Arte. Minha filha, também se identificou bastante e juntas tivemos a permissão de nos tornarmos membros. 

Logo em seguida, fui ao Culto no Solo Sagrado do Brasil, pela primeira vez. Fiquei maravilhada com a energia desse local Sagrado. Retornei e comecei a dedicar com afinco. No ano passado meus colegas de trabalho e eu passamos por alguns meses difíceis, com atrasos no pagamento dos salários, devido à atual crise do País. Comuniquei tudo à ministra responsável do Johrei Center. A mesma me orientou que como a purificação era coletiva e não apenas minha, eu deveria me empenhar em ministrar Johrei, orar pela elevação espiritual de meus antepassados e os de meus colegas e oferecer uma gratidão diária por todos os colegas. 

Nada que eu fizesse, deveria ser só para mim. E como trabalho com a música que é uma expressão do Belo, eu deveria sempre buscar ter o sentimento de fazer o meu próximo feliz. Saí da sala da Ministra Responsável com o sentimento mudado. A preocupação que eu sentia, deu lugar ao desejo sincero, de ajudar ao meu grupo de trabalho onde tinha pessoas, com dificuldades até para sustentar os filhos. Logo que passei a seguir com obediência todas as orientações, recebi a primeira dentre as muitas graças que Meishu-Sama me concedeu. 

Eu e vários outros colegas de trabalho fomos convidados para realizarmos algumas apresentações musicais no encerramento das Paraolimpíadas, no dia 18 de setembro, no Maracanã que salvaram a nossa situação financeira. Nessa ocasião, aprendi, que qualquer que seja a gravidade da situação porque passamos ter fé em Deus e Meishu-Sama, e seguir as orientações recebidas faz toda a diferença! Passando por toda minha trajetória musical, de 35 anos, fiz a seguinte reflexão: A Arte, aos poucos, foi modelando a minha vida e hoje, tenho plena certeza que minha missão, é levar o Belo, por meio da musica, às pessoas, tornando-as felizes! 

Aprendi com os ensinamentos de Meishu-Sama que mais do tocar bem um instrumento musical, é preciso ter a vontade de tocar o coração das pessoas pelo desejo sincero de fazê-las felizes. Quão gratificante é poder ver a felicidade nos olhos dessas pessoas, após uma apresentação. Esta sim é a Verdadeira Arte que salva! 

Agradeço a Deus, a Meishu-Sama e aos meus Antepassados pela permissão de poder compartilhar com todos a minha experiência e espero que possamos, a cada dia, buscar essa arte de alto nível, que embeleza todas as nossas ações. 

Muito Obrigado a Todos! 

Emília Ivova Valova 

Culto Mensal de Agradecimento de Setembro e Culto do Belo
Solo Sagrado de Guarapiranga/SP. 
03 de Setembro de 2017 






sábado, 2 de setembro de 2017

SABEDORIA ORIENTAL


Site: www.facebook.com.cacadoresdelendasjapao

MUSEU SUBMERSO / CANCÚN /MÉXICO


Conheça o maior Museu Submerso do Mundo que fica em Cancun no México

(Underwater Museum)


“Cancun Underwater Museum” que é formado por mais de 450 esculturas submersas que estão ajudando na preservação dos corais. Quem vê as praias paradisíacas de Cancun, no México, não imagina que embaixo daquele mar esverdeado existe o maior Museu Submerso do mundo, segundo seus criadores. Com 450 Esculturas feitas de cimento, o "Cancun Underwater Museum" fica a cerca de 10 metros de profundidade e foi projetado pelo Escultor Jason de Caires Taylor.

Criado no final de 2012, o Museu custou US$ 350 mil (cerca de R$ 750 mil) e pode ser visitado por qualquer turista. Para conhecer o local basta mergulhar nos arredores da praia de Isla das Mujeres ou fazer um passeio num dos barcos com fundo de vidro que possuem na região. Com custo zero, o mergulho com snorking é o mais usual entre os visitantes. Porém, quem preferir também pode mergulhar utilizando o cilindro de oxigênio e curtir por mais tempo as esculturas submersas. O passeio com barco é vendido na praia e custa R$ 35 por pessoa, já o mergulho com cilindro é encontrado a partir de R$ 55/hora.

Produzidas a partir de um cimento com pH neutro, as esculturas foram feitas para interagirem com o meio ambiente ao longo do tempo. Após serem colocadas no fundo do mar, elas passam a se integrar com o ecossistema local e criam novos corais que vão surgindo sobre as próprias esculturas. Por serem 'Obras de Artes Vivas', as Estátuas estão em constante mudança e frequentemente alteram suas cores e formatos.

Quem pensa que o Museu Submerso foi criado ao acaso, se engana. Esta obra de arte no fundo do mar mexicano foi projetada pensando em preservar as belezas naturais locais. A ideia é simples e consiste em disponibilizar algo mais "interessante" aos turistas do que os recifes de corais. Ao invés de proibir o mergulho e gerar um forte impacto negativo na economia local, a criação do "Cancun Underwater Museum" trouxe mais visitantes a região e ainda tirou o foco dos belos e frágeis cnidários que compõem a faixa costeira da cidade.

As esculturas no México não são as primeiras criadas por Jason de Caires Taylor. O Escultor que é filho de Inglês com uma Guianense e foi criado na Europa, já havia deixado sua marca em Granada, no Caribe. Construído em 2006, na Ilha Caribenha, o Museu foi o primeiro do mundo a ser erguido embaixo d'água.


Isla Mujeres 


Famosa por suas Praias Paradisíacas, a Isla das Mujeres ganhou este nome devido as várias Estátuas de mulheres que existiam nela quando os Espanhóis chegaram ao local. Erguidas pelos maias, as Esculturas homenageavam a Deusa Ixchel. Localizada a 30 minutos de barco de Cancun, a ilha possui oito quilômetros de extensão e é famosa por ser um dos principais balneários do país. Com diversas opções de passeios e mergulhos, a Isla das Mujeres possui várias praias, mas as localizadas ao sul se destacam por sua beleza. Com vista para Cancún, as praias da região encantam os turistas com um mar de águas calmas, quentes e azuis.

O conjunto é Obra do inglês Jason de Caires Taylor .Criado na Malásia, Taylor é um exímio mergulhador, instrutor e premiado fotógrafo subaquático. Nem mesmo um Diploma no Instituto de Artes de Londres o fez se esquecer da vida marinha. Ele tirou o certificado de Escultor da gaveta e o levou para o fundo do mar, onde cuida junto da fauna que vive ali deste dinâmico Museu.


Site: ecoviagem.uol.com.br › Notícias › Turismo › Turismo sol e praia

Escultor: Jason de Caires Taylor
Fotógrafo Subaquático: Jason de Caires Taylor
Local: Cancun/México
31/10/2014















































Fonte: Escultor e Fotográfo: Jason de Caires Taylor
31/10/2014
Esculturas Submarina em Cancún /México